PharmaDigital




PharmaDigital - Pharmaceutical Capturing Fusion - O que é?

É o CONJUNTO TERMINAL+SOFTWARE revolucionário de captura das informações de vendas de medicamentos no varejo farmacêutico, provenientes de receituário médico. Captura em 1 segundo as imagens das receitas, 6 segundos as identidades balconista-cliente (documentos ou impressão digital) informações eletrônicas (código de barras) das drogas associadas à receita, bem como dados do revendedor (dados automáticos em cada terminal), e mesmo do balconista (via impressão digital). Excelente para automação dos programas estatais de FARMÁCIA POPULAR. Foi desenvolvido por MCCS Systems (Rio).

Pharmadigital Capturing NÃO se propõe a oferecer relatórios estatísticos como um novo instituto de pesquisas, com margens de erros para esquerda ou para direita. Phamadigital veio revolucionar definitivamente o conceito de auditorias estatísticas em receituário para o conceito de levantamentos DETERMINÍSTICOS em receituários com ZEROS erros em margens de precisão. As tecnologias obsoletas necessitam usar ferramental matemático para preenchimento das amostras esparsas ou ocultação das incorreções. Dessa forma, até a presente data, o pessoal de BI dos laboratórios vem sendo alimentado de informações que são exploradas ao máximo dentro de limitações do estado da técnica imposto pelos institutos de pesquisas.

As atuais pesquisas de prescrições em receituários aviados no varejo apresentam duas deficiências:
1) Estado da Técnica Obsoleto - Microfilmagem
2) Empirismo quer por fraudes ou impossibilidades de comprovação por auditorias nas rotinas de captura. – Captura Eletrônica
3) Custo injustificável mediante o surgimento da solução Pharmadigital.

1) Microfilmagem
Se por um lado obtém-se uma qualidade considerável da imagem das receitas capturadas, requer-se uma longa espera dos resultados, pelas limitações técnicas já obsoletadas (uso de filmes) na era digital. As imagens das receitas são digitadas a posteriori, em um back- end remoto (Argentina) resultando em erros de digitação, pois muitos medicamentos possuem seus nomes irreconhecíveis em certas caligrafias. Outro problema derivado é que nem sempre os remédios receitados foram efetivamente vendidos. O registro do que aconteceu em cada aviamento, fica perdido no tempo e no espaço. O custo “tempo” nesse estado da técnica é inominável.

2) Captura eletrônica
Temos ouvido laboratórios que questionam a qualidade da captura eletrônica, com muita propriedade, pois os dados capturados eletronicamente podem ser comparados a dados provenientes de um túnel escuro sem um respaldo comprobatório que é a cópia da receita. Os laboratórios se alienam da existência de grande quantidade de transações fraudadas descobertas por muito esforço em amostragens, (descartadas quando identificadas) tais como CRM de médico morto, inclusão de itens de consumo atrelados a CRM válido, prescrição de adulto dirigida a uso pediátrico, prescrições femininas dirigidas ao uso masculino, especialidade incompatível com prescrição e etc. A captura eletrônica encontra dia a dia, mais resistência nas redes de farmácias que não desejam compartilhar suas informações comerciais com os órgãos fiscalizadores.

3) Custo Injustificável
Em plena era digital, Internet e tecnologias de armazenamento, ainda temos práticas de remessas de diskettes, CDs e mesmo relatórios impressos. Compras e revelação de filmes, mão de obra de digitadores e conferencistas e etc.

Pharmadigital - Pharmaceutical Capturing Fusion,
Veio para substituir com larga folga tecnológica as antigas capturas de transações farmacêuticas com imagens provenientes de películas foto sensíveis e todo o desperdício de tempo desse estado da técnica.
Apenas um lapso de tempo em horas entre as capturas na farmácia e a entrega dos dados no cliente, é suficiente para o sistema digital Pharmadigital mostrar a fidedignidade e eficácia da solução.
Hoje já é possível disponibilizarmos, por exemplo, a primeira prescrição de um medicamento, sem a mínima chance de equívoco, no mesmo dia que o medicamento foi adquirido, incluindo a imagem digitalizada (.TIF, .JPG, .GIF) da receita que gerou a compra do medicamento. Outras informações criticas tais como CRM, Data da Emissão da Receita, Data de Aviamento da receita, “promoção de cuponagem” de medicamentos, “delivery” bem como as substituições dos medicamentos originalmente receitados estão disponibilizados no mesmo conjunto de dados.
Cada terminal Pharmadigital é dotado de tabelas em MySql com todos CRM’s (Brasil), e códigos EAN (ANVISA) nacionais atualizáveis automaticamente via Internet, no momento em que cada terminal se comunica com os servidores Pharmadigital para repasse das transações diárias.

Tempo de Operação da Captura por um Balconista Qualquer
30 segundos, Incluindo:
10 produtos,
Farmácia (CNPJ) (automático-dados do terminal),
Data, Hora Minutos e Segundos, (automático-dados do terminal)
Identificação do Balconista, (automático-polegar)
Identificação Comprador (polegar) c/s acionamento de câmera digital
Receita (Copia da Imagem da Receita escaneada a 200 dpi – 1 seg.)
Prescrições na Receita (Alçamento)
Prescrições Aviadas (Códigos de Barras)
Prescrições não atendidas – (opcional)
Medicamento Substituição – (opcional)
CRM autenticado eletronicamente na tabela de CRMs local do terminal, que tem que coincidir com o CRM da imagem da receita.
Data da Receita.
Cuponagem – (opcional)
Delivery – (opcional)

Treinamento prévio dos operadores - 2 horas
Tempo médio de preparo do operador (uso prático) – em 10 dias atinge a velocidade máxima de operação.

Descrição Geral de Funcionamento
O terminal capturador Pharmadigital, funde os aviamentos das receitas com as imagens das respectivas receitas, juntamente com as identidades dos balconistas e clientes, acumulando as informações até o fechamento diário da loja. O terminal é interligado á Internet via modem ou via linha telefônica comum, e depois do expediente, transmite o movimento diário das capturas para os servidores Pharmadigital.

Vantagens da Nova Tecnologia
- Todas as receitas aviadas parcial ou totalmente, tem as suas informações (imagem + medicamentos efetivamente vendidos/substituídos+identirficaçãoes) disponíveis para os laboratórios até no mesmo dia após o encerramento do expediente das lojas;
- Margem de erros = ZERO;
- Weblog – Acesso on-line de todas as transações (imagem receitas+ medicamentos+identificações) de todas as farmácias cadastradas. - Custo modular e irrisório;
- Possibilidade de rateio de custos por vários laboratórios interessados em pesquisas em acordos prévios firmados entre eles e os órgãos governamentais, sem intervenção da Pharmadigital;
- Prestação de serviço de desenvolvimento de programas específicos para todos sistemas operacionais existentes assim como para todas linguagem de programação existentes (custo à parte);
- O nome do paciente pode ser apagado da imagem da receita na tela “touch-screen” no exato momento da captura antes da copia da imagem da receita ser armazenada;
- Possibilidade de desenvolvimento de aplicativos conforme definição das equipes de BI dos laboratórios conveniados ou pelos órgãos de fiscalização.
- Auditoria independente adicional dos trabalhos de redes de farmácias.

Aprovação da tecnologia
Piloto realizado em 30 dias de Capturas, a pedido de uma empresa de Auditorias. Foram quatro terminais alocados em 4 renomadas farmácias, e em distantes pontos no Rio de Janeiro. Os números demonstrados abaixo, podem ser auditados por qualquer interessado.



Telas Conversacionais
As telas do programa de captura são autoexplicativas e de fácil entendimento pelos balconistas. Os operadores (balconistas) serão compensados individualmente, porque o sistema requer a identificação de cada um para efetivar qualquer transação. Devido aos baixos custos operacionais do sistema, a compensação na operação dos terminais Pharmadigital será a maior por transação do mercado, proporcionando aos operadores um desempenho que estará monitorado para incentivo ou cassação (temporária ou definitiva) do privilégio de operar o terminal dentro de cada farmácia.

TELA DE ABERTURA



TELA DE IDENTIFICAÇÃO DO BALCONISTA (com barcode card ou Imp Digital)



TELA DE ESCOLHA DO MEDICO VIA CRM OU NOME



TELA DE ACIONAMENTO DO SCANNER ESPECIAL



DATA RECEITA E APAGAMENTO DO NOME DO PACIENTE



TELA DE BARCODE SCAN DOS MEDICAMENTOS



TELA DE FLAGS PARA CUPONADO DELIVERY E CONFIRMA




Business Plan PDF ---> PharmaDigital



Transampay

This concept uses a revolutionary technology (for the USA market), where bill stubs are recognized automatically along with their printed values without any punching of data. It is good to remember that American bill stubs, does not comes with printed barcodes on it and worse, bill stubs does not have any kind of standardizations. The only existing input method is typing all the bills' information. uses as data capture instrument, an adapted Check Scanner for bill stubs image scanning. The bill stub images are transferred (an average size of 10K each) over the Internet to a server that recognizes and extracts the characters from bills and its data is returned for receipt printing in the store where that image was captured from. Transampay Network will enable a great number of diversified retailers (groceries, pizza shops, stationeries, Check Cashiers Networks and etc.) for receiving and processing electronically utility bills. The system was approved on the state of California USA, paying bills of the population of San Raphael, Corte Madera and other small cities. Any person who desired to pay bills on the nearest grocery, (22% of entire economic active American population, does not hold bank accounts anymore) had to wait the character by character typing from the teller. Many damages are sourced from this input mode. Our system is highlighted on its simplified operation: automatic and accurate, speeding up the tasks to the merchants. This is exactly the opposite what the other competitors can offer from their state of technique.

Cash-On-Web(COW)

What is the Cash on Web Concept?

A phenomenal number of products and services are currently being offered for sale on the Internet. A purchaser can buy music (downloaded), CDs, DVDs, books, encyclopedias, games, air tickets, and other types of products for home delivery or download. A growing and perceived worldwide problem has been the effectiveness and safety of payments for those products. Reports of hackers using credit card information pirated off the World Wide Web causes concern for users. Customers can be harmed worldwide when they receive bills for expenses that they did not incur. As terrorists ultimately destroyed Pan Am, hackers are challenging the use of credit cards on e-commerce. This has been attributed as one of the possible reasons for some e-commerce bankruptcies. Additionally, and more importantly, millions of people worldwide do not have access to credit cards. Cash purchase potential exists, for example, with teenagers that access the Internet. Teenagers do not have credit cards, and parents scrupulously avoid offering them the use of their cards. Credit challenged people worldwide also have no way to purchase goods and services over the Internet, effectively creating demand, but no way to supply. Many concerned potential customers will not risk utilizing their credit cards over the Internet or even offer their information over the phone. Millions of people would consider it a great relief if they had the ability to conduct instant transactions on the Internet, without risks. The principal objective of this project is to eliminate deficiencies within the payment process for electronic commercial transactions made through Internet Networks, in the Mobile environment, and Over the Phone (1800 dealers). This is possible now, through a group of the user's procedures (customers-buyers) in interaction with a Prepaid Codes System Manager. The computer-server program will be hosted inside a multiple transaction Cash On Web server, receiving and sending credits and controls, between customers-buyers, vendor's Call Centers and the electronic trade network (e-commerce), making it even possible to send a customer's money directly to the user merchant's bank account, if desired. The system can control the transmission and receipt of prepaid codes with values from U$D 10.00 up to U$D 500.00. The system also will issue an exact amount of any prepaid value, targeted to front-end terminal printers as bill collection services, ATMs, Bank Tellers and other networks (interlinked to the Cash on Web servers). Utilized as "a new way to pay", the system has the potential to offer purchases of one hundred percent of any products advertised by either toll-free 1-800 dealer, over the Internet, or through Mobile use. Another function of Prepaid Codes System Manager will be resident as a Module of Financial Exchange (as a subset of programs) making it possible to convert the credits introduced in one currency, into credits accepted in the currency of the merchant's bank account, according to international money transfer rules. Bill collection front-end terminals, computer science stores, newsstands, post offices, cellular telephone stores, department stores, stationery and card stores, grocery stores, laundries, drugstores, Chinese to go, bakeries, pizza shops and supermarkets, throughout the entire world, can be utilized as a point of sale for Cash On Web prepaid codes. As marketing suggestions, we can offer prepaid Cash on Web Currency representing a birthday present or Christmas gift, or as a prize in promotion of sales achieved during a sales campaign. The cards can be offered as a bonus on hardware or software acquisition, as an instant way to pay for pay-per-view special events, to be used for interactive charity bingos, as the most effective and safe method to buy and to make purchase transactions, sale, payments, and transfers through Internet, worldwide.